Já se perguntou quais as tendências, para o ano de 2018 e os próximos anos?! Então fica ligado, nas principais tendências que prometem modificar e muito a área de gerenciamento de projetos.

 

A gestão de projetos, não é uma área estagnada, demanda tempo e dedicação por parte do gerente de projetos, além de estudos de estratégia , planejamento , processo ,  métodos. Todos os anos ocorrem mudanças nesse ambiente, inovações e novas tendências surgem ao longo dos anos , que promovem modernização e dão novas vertentes ao gerenciamento de projeto.

Assim vamos analisar as principais tendências e seus impactos na forma de trabalho do gerenciamento de projetos. A verdade é que a gestão de projetos está em constante evolução, então podemos prever algumas tendências, para os próximos anos diante de uma pesquisa na área. A tendência mais natural é a modernização e inclusão da tecnologia em todos os andamentos da gestão de projeto, de modo que a virtualização de softwares para solução de gestão de projetos vem crescendo.

 

1. O Gerenciamento Conectado.

Hoje em dia, se acessa uma quantidade enorme de conteúdo, e informações na nuvem, e várias pessoas podem ter acesso, ao mesmo tempo, a uma quantidade gigantesca de arquivos, e podendo ter uma comunicação ao vivo, independente da presença física, dando novo fôlego para os projetos. A nuvem reduz custos, com infraestrutura física, transfere a responsabilidade de manutenção e atualização de tecnologia, o que contribui diretamente para manter a competitividade da organização no mercado. Temos como exemplo da sistemática a Figura 1.0.

Com isso temos o aumento dos projetos remotos, cada vez mais comuns, por meio de software de gestão de projetos, a criação de estruturas compartilhadas, de dashboards de controle, de relatórios analíticos e o acesso a uma série de outras ferramentas, dessa forma podemos reunir equipes de alta performance e conhecimento para potencializar os resultados dos projetos.

Os dispositivos móveis também ganharam espaço no meio do gerenciamento de projetos, seus aplicativos de gestão cada vez mais modernos e funcionais, se tornam indispensáveis, cada vez mais com o passar dos anos, com apps simples e intuitivos, é possível realizar análises, compartilhar informações e antecipar resultados na área em segundos, sem falar no tempo que é economizado e otimizado diante da facilidade na troca de informações, até mesmo para fazer reuniões com diversas pessoas espalhadas pelo mundo.  Partindo da maior utilização dos dispositivos móveis, a utilização dos Application Programming Interfaces (APIs), serão cada vez mais utilizados, permitindo uma maior integração com várias áreas da empresa, tonando mais efetivo, a análise de resultados, comunicação com os clientes e atendimento das necessidades e alinhamento dos interessados com o escopo do projeto.

 

WhatsApp Image 2018-03-15 at 14.19.50Figura 1.0 – A  computação em servidores disponíveis na Internet a partir de diferentes provedores é chamada : nuvem(cloud) . Fonte:https://pt.wikipedia.org/wiki/Computa%C3%A7%C3%A3o_em_nuvem

 

2. Entrega de Valor e Agile

Com essa total modernização no meio do gerenciamento de projeto, a realização e o gerenciamento de benefícios são os principais objetivos dos projetos, deixando de lado a tradicional linha que se tinha de produzir e entregar resultados, o que vemos hoje é necessidade de agregar valor , dar mais valor as empresas, podemos ver as diferenças na principais características na tabela 1.0. As organizações usam além do TI (Tecnologia da Informação), a nova formula de sucesso métodos ágeis , em diversas áreas , essa tendência é o surgimento do negócio ágil.

Os métodos ágeis são uma alternativa , eles nasceram nos braços do desenvolvimento de software, mas hoje são aplicados a qualquer tipo de projeto (inclusive os que não se remetem ao software). Os mesmos vem ajudando muitas equipes a encarar a imprevisibilidades dentro de um projeto através de entregas incrementais e ciclos interativos, buscam promover um processo de gerenciamento de projetos que incentiva a inspeção e adaptação frequente,  incentiva o maior trabalho em equipe, a auto-organização, a comunicação frequente, o foco no cliente e a entrega de valor,  são um conjunto de práticas eficazes que se destinam a permitir a entrega rápida e de alta qualidade do produto, tendo uma abordagem de negócios que alinha o desenvolvimento do projeto com as necessidades do cliente e os objetivos da empresa. Tudo isso pode ser justificado através de resultados obtidos em uma pesquisa periódica realizada pela empresa Standish Group, que aponta em seu relatório, mais vantagens na utilização do ágil do que projetos apoiados em metodologias tradicionais (PMBOK, PRINCE 2, MPS-BR, etc). Os dados podem ser vistos logo abaixo, onde fica claro o maior índice de sucesso dos projetos que utilizaram metodologias ágeis.

WhatsApp Image 2018-03-21 at 12.45.19Figura 2.0 Fonte: https//danielettinger.com/2015/11/10/o-crescimento-das-metologias-ageis-nas-organizacoes/

Á medida que as empresas crescem, a idade média da força de trabalho cresce, quanto menor a empresa, mais trabalhadores são mais jovens, esses jovens são mais flexíveis em sua mentalidade sobre o trabalho e foi  descoberto que os processos de negócios ágil os beneficiam mais do que os processos de trabalho tradicionais.

WhatsApp Image 2018-03-21 at 10.07.55

Tabela 1.0 -Diferenças nas principais características do método tradicional e o método agile, vemos o método agile, envolvendo mais todo o portfólio, aderindo a mudanças e ganhando tempo.

Além disso,  há ferramentas que facilitam o agile, por exemplo, a inteligência artificial e o gerenciamento de projetos estão criando uma interação onde as métricas (como nível de esforço, entre outros) são automatizadas, e as decisões de gerenciamento de projetos, como qual tarefa atribuir a qual pessoa, serão feitas com maior objetividade, ou seja é necessário um gerente de projeto híbrido, que não é apenas especialista em um ciclo de vida de projeto tradicional, mas é bem versado em vários ciclos e competente para determinar o melhor para cada projeto fica evidente, ser ágil é intrinsecamente valioso para a geração do milênio. A medida que o método e utilizado a sua representação na força de trabalho cresce, a popularidade também continuará a crescer.

 

3. Diversidade e Certificação

De acordo com relatório da Pwc (Price water house Cooper) citado nas referências, os gerentes de projetos certificados tem sucesso em 80% dos projetos. Porem somente um percentual baixo de gerentes de projetos é certificado assim, a demanda por gerentes de projeto certificados tende a continuar crescendo. Fica claro que  gerentes de projetos com habilidades diversificadas vão ser muito requisitados a combinação de habilidades analíticas, estratégicas e de comunicação se tornam cada dia mais essenciais ao gerente de projetos. Se você quer ser um gerente de projetos bem-sucedido, você deve combinar habilidades técnicas e interpessoais.

Todos sabemos que  as mulheres continuam a ser uma minoria no gerenciamento de projetos, porém está aumentando o número de mulheres liderando projetos, isso impactará nas diferenças salariais, é interessante notar que até o momento não houve uma grande iniciativa relacionada à inclusão e diversidade no meio do gerenciamento de projetos, isso tende a mudar. Grupos como Scrum.org e Agile Alliance fizeram modificações nesse sentido ,com iniciativas como essas a comunidade de gerenciamento de projetos se tornará progressivamente mais inclusiva.

WhatsApp Image 2018-03-19 at 12.34.54

Figura 3.0 – As mulheres vem alcançando postos de trabalhos antes direcionados a um grupo específico da sociedade. Esta nova realidade, está mudando o mercado de trabalho profundamente.Fonte:https:/arbache.com/blog/a-diversidade-e-a-criatividade/

 

4. Gerenciamento de Projetos e Gerenciamento de Mudanças

Mudanças e projetos estão muito relacionadas, de acordo com a última pesquisa Prosci Benchamarking Report constatou que 77% das organizações tem o gerenciamento de projetos como crítico para o sucesso do projeto, com a constante evolução da gestão de projetos a mudança se tornará uma habilidade muito procurada , a mesma impacta na forma como os projetos são gerenciados e como fazê-lo sem grandes impactos na base de negócios, isso é feito preparando e equipando os indivíduos para as mudanças que vão acontecer para o próximo projeto, permitindo uma adaptação mais simples ás mudanças nos projetos. A imagem abaixo mostra a interação entre gerenciamento de mudanças e gerenciamento de projetos.

 

WhatsApp Image 2018-03-19 at 16.41.09

Figura 4.0

A equipe avalia os riscos das mudanças individuais, usa informações de configuração para identificar quais são as dependências de outros aplicativos e sistemas afetados, e depois de fazer a análise e verificar os benefícios e os efeitos prejudiciais caso ocorra a mudança pode negar ou autorizar as solicitações.

Fonte:http://fabrica.ms.senac.br/2015/08/itil/

 

5. Análise, Medição de Desempenho e Inovação

As organizações querem ter indicadores além dos tradicionais (prazo, custo, escopo e qualidade), como vimos nos projetos agile, as empresas querem, métricas relacionadas a geração de valor, lucro, receita, crescimento e outras, tais como utilização, percentual completo, valor acumulado, margem bruta, margem líquida, burnout, etc. Com isso teremos avanços nas técnicas de coleta e medição, gerando painéis de desempenho, assim o uso de painéis de indicadores vai aumentar , cada vez mais teremos ferramentas para reunir e filtras as métricas, essas serão ligadas ao nosso tópico número 1, a nuvem será onde os dados serão coletados em tempo real. Dessa forma damos teremos alto valor nas inovações que viram juntamente com as evoluções citadas aqui, as empresas que são bem sucedidas na gestão dos projetos de inovação acabam se tornando líderes no mercado, o gerenciamento de inovação será um diferencial no gerenciamento de projetos.

WhatsApp Image 2018-03-21 at 10.55.20

Figura 5: Tirar um tempo para questionar, suas atitudes e métodos, para o seu futuro é essencial.

Fonte: https://exame.abril.com.br/pme/7-perguntas-que-todo-empreendedor-deve-fazer-sobre-o-futuro/

Este post teve como intenção, passar as principais tendências sobre, os próximos anos do gerenciamento de projeto, podemos perceber que a tecnologia não vai parar no meio e vem trazendo diversas ferramentas para facilitar e otimizar os procedimentos, vemos também, o crescimento na cultura de entrega de valor e a importância do aumento de valor na imagem da empresa. Temos uma forte tendência no crescimento da engenharia de mudança e inovação, cada vez mais dentro da engenharia de projeto, dando mais vertentes aos projetos. A politica de inclusão está aumentando conforme os anos juntamente com as certificações, cada vez mais importantes no meio do gerenciamento de projetos.WhatsApp Image 2018-03-21 at 12.45.58

Fonte:http://mensagens.culturamix.com/frases/pensamentos-sobre-engenharia

 

Então, acha que temos alguma tendência mais forte por vir ?! Alguma dessas tendências, te surpreendeu, deixe aqui seu comentário, questionamento ou crítica, vamos trocar conhecimento e agregar valor juntos.

 

Referências Bibliográficas

Project builder. O futuro da gestão de projetos 8 tendências. disponível em: <https://www.projectbuilder.com.br/blog/o-futuro-da-gestao-de-projetos-8-tendencias/>. Acesso em: 25/02/2018

Project builder. Precisamos conversar sobre o futuro do gerenciamento de projetos. disponível em: <https://www.projectbuilder.com.br/blog/precisamos-conversar-sobre-o-futuro-do-gerenciamento-de-projetos//>. Acesso em: 25/02/2018.

Pmtech blog. Tendências em gerenciamento de projetos para 2018. disponível em: <https://blog.pmtech.com.br/tendencias-gp-2018/>. Acesso em 13/03/2018.

Price waterhouse Cooper. Current program and project mgmt practices.  disponível em:<http://www.pwc.com/us/en/people-management/publications/current-program-and-project-mgmt-practices.jhtml>. Acesso em 14/03/2018.

Prosci Benchamarking Report. Best practices in change management 2016. >https://www.prosci.com/best-practices-in-change-management-2016-edition.html<.Acesso em 19/03/2018.

PMI – Pulse of Profession. Pulse of the profession 2018. >https://www.pmi.org/learning/thought-leadership/pulse/pulse-of-the-profession-2018< Acesso em 21/03/2018.

Anúncios