A Matriz GUT, também conhecida como Matriz de Prioridades, é uma ferramenta muito utilizada em empresas que tem a finalidade de priorizar problemas e consequentemente tratá-los em situações como: gerenciamento de projetos, solução de problemas, estratégias, desenvolvimento de projetos, tomada de decisões etc. Ela é utilizada como orientação para decisões mais complexas e que exigem análise de vários problemas. É conhecida como Matriz GUT para indicar as palavras Gravidade, Urgência e Tendência. Esta técnica foi desenvolvida por Charles H. Kepner e Benjamin B. Tregoe, dois especialistas em resoluções de questões organizacionais.

 

 

WhatsApp Image 2018-05-08 at 19.32.04Figura 1: Prioridade. / Fonte: http://misterknuckles.com/martial-arts-priority/​

Segundo Meireles (2001), A ferramenta GUT aplica-se sempre que precisamos priorizar
ações dentre um leque de algumas que dispomos. O objetivo desta ferramenta é ordenar a importância das ações, pela sua GRAVIDADE, pela sua URGÊNCIA e pela sua TENDÊNCIA de forma a, racionalmente, escolher a tomada de ação menos prejudicial.

De acordo com Masiero (2012), a Matriz GUT segue o mesmo princípio de priorização de problemas. Ela leva em conta a gravidade (impacto do problema sobre coisas, pessoas, resultados, processos ou organizações e efeitos que surgirão a longo prazo, caso o problema não seja resolvido); a urgência (relação com o tempo disponível ou necessário para resolver o problema) e a tendência (poten­cial de aumento do problema, avaliação da tendência de crescimento, redução ou extinção).

Para entender melhor, deve-se analisar a sigla GUT.

 

WhatsApp Image 2018-05-08 at 19.32.02 (1)Figura 2: Matriz GUT. / Fonte: http://cursoinspetordequalidade.blogspot.com.br/2017/01/como-montar-matriz-gut.html?m=1​

 

Gravidade – é o impacto que o problema irá gerar nas pessoas, nos processos, tarefas, resultados da empresa e etc. Pode ser avaliado qualitativamente e quantitativamente, e seus efeitos analisados a médio e/ou longo prazo.

Urgência – é o prazo ou tempo disponível para a solução de um problema ou uma situação dada. Quanto menor o tempo, com mais urgência o problema será resolvido.

Tendência – analisa o padrão ou probabilidade do problema crescer com o passar do tempo. A tendência de um problema pode ser avaliada sendo maior no caso de possíveis consequências na ausência de ações corretivas.

Para que serve a Matriz GUT?

A grande finalidade dessa ferramenta é ser racional no momento de priorizar as ações, considerando os 3 itens supracitados e escolher a ação menos prejudicial. Ela é ótima para combater problemas que apareçam nas empresas e seu uso é simples, podendo ser operada por qualquer colaborador. Segundo Guedes (2017), em um mundo onde a qualidade se tornou princípio básico para qualquer estratégia de negócio, a matriz GUT pode ser o caminho facilitador para a obtenção desse quesito.

Segundo Meireles (2001), Esta ferramenta tem aplicabilidade quando o usuário dispõe
de uma lista de atividades a realizar e essa lista é completa. Se o
usuário não tiver uma visão ampla do que deve realizar ou dos problemas
que deve enfrentar, esta ferramenta perde muito do seu potencial

Vantagens

Podemos citar algumas vantagens em utilizar essa ferramenta:

  • Implementação simples;
  • Permite alocar recursos nos tópicos considerados mais importantes;
  • Contribui para elaborar um planejamento estratégico;
  • Pode ser usada para classificar assuntos diversos;
  • É de grande utilidade para planejamento de ações que devem ser feitas em um determinado período.

Segundo Vasconcelos (2017), essa ferramenta só perde seu potencial se o usuário não tiver uma visão ampla do que precisa realizar ou problemas que deve solucionar, por isso seu objetivo é na priorização. Tem que focar  seu campo de análise (GUT) no que deve ser fazer primeiro, no porque e por onde começar.

Como montar a Matriz GUT

O processo de montagem da Matriz GUT é dividida em 3 passos

1º – Listagem Problemas

Listar os problemas e aspectos que precisam ser solucionados em uma determinada área. Todos os problemas devem ser listados de forma minuciosa para que seja de fácil interpretação e deve levar em conta os três pontos a serem analisados, que são Gravidade, Urgência e Tendência. A matriz SWOT pode ser de grande utilidade nessa etapa.

2º – Pontuação dos Problemas

Nessa etapa se dá uma pontuação de 1 à 5 para cada problema. As notas são dadas conforme a tabela a seguir:

WhatsApp Image 2018-05-08 at 19.32.02Figura 3: Pontuação dos Problemas. / Fonte: https://www.treasy.com.br/blog/matriz-gut/​

A partir dessas notas, avalia-se o problema pela Matriz GUT através do cálculo G x U x T.

Exemplo:

Gravidade = 5, Urgência = 4 e Tendência = 4

A avaliação feita pela Matriz GUT será o produto das notas, ou seja, 5 x 4 x 4 = 80. O fator de prioridade deste problema será 80.

De acordo com Masiero (2012), os problemas podem ser classificados em uma escala de 1 a 5, desde algo sem importância até um nível em que, se nada for feito imediatamente, os prejuízos para a organização podem ser grandes. É importante destacar que esse tipo de análise deve ser realizado por aqueles diretamente envolvidos nos problemas e soluções em questão, que não ocorram julgamentos equivocados. Podem surgir problemas que, embora sejam urgentes, não têm muita gravidade se nada for feito, ou se for feito em um prazo maior.

3º – Classificação e resolução dos problemas

WhatsApp Image 2018-05-08 at 19.32.03 (1)Figura 4: Priorização dos Problemas. / Fonte: http://slideplayer.com.br/slide/2758648/​

Depois de listar, identificar e atribuir notas a cada um dos problemas, deve-se classificá-los em prioridades para que sejam realizados os planos de ação. O problema de maior pontuação terá prioridade na solução de problemas, pois baseado na avaliação será mais grave, mais urgente e tende a ser pior. Para que haja uma otimização na tomada de decisão, pode-se considerar os fatores de modo isolado a fim de analisar suas particularidades e seu grau de relevância.

Podemos concluir que essa ferramenta é de grande utilidade para o gerenciamento de projetos. Com ela podemos elencar quais são os maiores problemas através de  avaliações quantitativa e qualitativa através de um grau de prioridade e darmos essa prioridade para aqueles que são mais críticos podendo afetar os projetos de alguma maneira e depois disso criar ações preventivas e corretivas para que este problema seja reduzido ou eliminado.

 

Referências Bibliográficas

GUEDES, Aline. Matriz GUT. In: UVAGPCLASS, Rio de Janeiro, 23/05/2017. Disponível em<uvagpclass.wordpress.com/2017/05/23/matriz-gut>. Acessado em: maio 2018.

MASCICONSULTORIA. Matriz GUT. Disponível em <http://www.masciconsultoria.com.br/matriz-gut/&gt;. Acesso em 21 mai 2018.

MASIERO, G. Administração de empresas: Teorias e funções com exercícios e casos. 3 Ed. São Paulo: Saraiva, 2012.

MEIRELES, M. Ferramentas administrativas para identificar observar e analisar problemasArte & Ciência, 2001.

PORTALADMINISTRACAO. Matriz GUT conceito e aplicação. Disponível em <http://www.portal-administracao.com/2014/01/matriz-gut-conceito-e-aplicacao.html&gt;. Acesso em 21 mai 2018.

PORTALESTRATEGIA. Como funciona a matriz GUT. Disponível em <http://portaldaestrategia.transportes.gov.br/ultimas-noticias/282-como-funciona-a-matriz-gut.html&gt;. Acesso em 21 mai 2018.

TREASY. Matriz GUT. Disponível em <https://www.treasy.com.br/blog/matriz-gut/&gt;. Acesso em 21 mai 2018.

VASCONCELOS,  Laís. Matriz GUT: por que usar essa ferramenta?. In: UVAGPCLASS, Rio de Janeiro, 11/09/2017. Disponível em<uvagpclass.wordpress.com/2017/09/11/matriz-gut-por-que-usar-essa-ferramenta>. Acessado em: maio 2018.

Anúncios