O setor privado de negócios possui diversas ferramentas disponíveis para acessar riscos e retorno de capital investido antes de tomar a decisão de investir em um projeto. As boas praticas de gerenciamento de projetos mostra a importância de analisar devidamente  o fluxo de caixa e custos financeiros no decorrer do tempo do projeto antes dele acontecer, sendo uma das ferramentas para realização de tal exercícios a análise de viabilidade e o Valor Presente Líquido (VPL). Quando devidamente aplicado, este método se mostra eficaz e elimina erros de investimentos, pois determina o valor presente de pagamentos futuros.

1. Introdução 

Em 15 de Fevereiro ed 2018, o Pulse of he Profession, pesquisa global publicada anualmente pelo Project Management Institute (PMI), nmostrou que a cada 20 segundos $1 milhão de dólares é desperdiçado coletivamente por organizações ao redor do muno devido a ineficácia na implementação de estratégias de negócios  e  praticas de gerenciamento de projetos. Esta conta fecha em uma média ia de $2 trilhões de dólares desperdiçados ao ano.

O entendimento inicial do projeto por parte do Gerente de Projetos é fundamental para que o projeto seja finalizado com o mínimo de desvios possíveis, para tal a identificação do tipo de projeto é fundamental. Os motivos para iniciar um novo projeto são bem simples: Demanda de mercado, necessidade de negócios, solicitação de um cliente, avanço tecnológico, requisito legal, necessidade social.

Mas é comum em todos eles a necessidade um escopo de trabalho, que tem por objetivo descrever os produtos, serviços ou resultados que serão fornecidos pelo projeto. Uma vez em posse desse escopo de trabalho, o Gerente de Projetos, juntamente com a área de negócios, desenvolva um documento que justifique o projeto financeiramente, o que podemos chamar de Business Case. Essa avaliação de viabilidade financeira será um estudo que irá amparar a decisão e entendimento da empresa a respeito do lucro do projeto. Existem alguns indicadores de viabilidade financeira como:

  1. Relação Custo – Benefício (RCB)
  2. Valor Presente Líquido (VPL)
  3. Tempo de retorno do investimento (Payback)
  4. Taxa Interna de Retorno (TIR)

A TIR também é muito utilizada, e voce pode encontrar maiores informações no Post da Daniela Sanches pelo link: Descubra como a TIR pode ajudar na analise de viabilidade do seu projeto!

Neste Post iremos falar do Valor Presente Líquido, ou VPL, explicando inicialmente a origem da Ferramente, em seguida sua Descrição, Aplicação e Exemplo prático de um projeto com fluxo de caixa e juros.

2. Origem da Ferramenta

A metodologia de valor presente liquido, ou VPL, teve sua origem no século 19. Karl Marx se refere ao VPL como um capital fictício, e seu cálculo como uma “capitalização” . Ele disse:

“A formação de um capital fictício é chamada de capitalização. Cada receita periodicamente repetida é capitalizada calculando-a na taxa média de juros, como um rendimento que seria realizado por um capital a essa taxa de juros.”  (Karl Marx, séc. XIX)

Em 1907, o economista Irving Fisher formalizou e popularizou o valor presente líquido como ferramenta de tomada de decisão, propondo o desconto do fluxo de caixa projetado a uma taxa que reflita o risco do investimento, sendo incluído em livros didáticos e de finanças a partir de 1950. (Wikipedia).

WhatsApp Image 2018-05-10 at 23.26.38

Figura 1 – Irving Fisher – Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Irving_Fisher

3. Aplicação da Ferramenta 

 O Valor Presente Líquido (VPL) é o indicador utilizado quando o valor presente de pagamentos futuros descontados a uma taxa de juros apropriada, menos o custo do investimento inicial. Basicamente, é o calculo de quanto os futuros pagamentos somados a um custo inicial estariam valendo atualmente. Segundo apud LAPPONI (1996), o Valor Presente Líquido compara todas as entradas e saídas de dinheiro na data inicial do projeto, descontando todos os valores futuros do fluxo de caixa na taxa de juros que mede o custo de capital.

Santos, Igor, em seu Post “Análise de viabilidade – A importância do VPL em Projetos”  publicado em Junho de 2017, ele cita que o VPL também é conhecido como Valor Atual Líquido (VAL) ou Net Present Value (NPV), sendo uma ferramenta que consiste em trazer os fluxos de caixa de um projeto de investimento a data inicial (zero) e somar ao investimento inicialmente feito.

Ou seja:

  • Valor atual de um fluxo de caixa futuro (entradas menos saídas de caixa), descontado à taxa de juros informada, através do modelo de juros compostos
  • É o método mais indicado
  • Um valor negativo indica que o projeto não é atrativo do ponto de vista financeiro
  • Se VPL > 0, então o projeto deve ser aceito
  • Se VPL < 0, então o projeto deve ser rejeitado
  • Entre vários projetos, escolheremos o de maior VPL

4. Descrição da Ferramenta 

O valor presente líquido para fluxos de caixa uniformes, pode ser calculado por meio da seguinte fórmula:

WhatsApp Image 2018-05-10 at 20.32.51

Onde:

VPL = Valor Presente Líquido
FC = Fluxo de Caixa
t = momento em que o fluxo de caixa ocorreu
i = taxa de desconto ou TMA;
n = período de tempo.

Se a saída do caixa é apenas o investimento inicial, a fórmula pode ser escrita desta maneira: FCj representa os valores dos fluxos de caixa de ordem j=1,2,3,…,nFC0 representa o fluxo de caixa inicial e i a taxa de juro da operação financeira ou a taxa interna de retorno do projeto de investimentos.

{\displaystyle {\mbox{VPL}}=\sum _{j=1}^{n}{\frac {Rj-Cj}{(1+i)^{t}}}-I=0}

Para fluxos de caixa uniformes ou não, podemos utilizar a fórmula abaixo:

{\displaystyle {\mbox{VPL}}={FC_{1}}+{\frac {FC_{2}}{(1+i)^{j+1}}}+{\frac {FC_{3}}{(1+i)^{j+2}}}+...{\frac {FC_{6}}{(1+i)^{j+5}}}}

Entre vários projetos de investimento, o mais atrativo é aquele que tem maior Valor Presente Líquido.

5. Exemplo de utilização 

No exemplo de projeto abaixo, temos in investimento inicial R$2.000.000,00 no ano t=0, e o Valor Presente Líquido foi obtido a partir de uma taxa de 10 % ao ano.

valor presente liquido

Figura 2 – https://office.cursosguru.com.br/novidades/perfil-do-valor-presente-liquido-analisando-investimentos-no-excel-2010/

Na planilha a seguir, encontraremos outros valores do VPL a partir do mesmo fluxo de caixa, porém, utilizando outros valores de taxa de juros.

grafico do valor presente liquido

Figura 3 – https://office.cursosguru.com.br/novidades/perfil-do-valor-presente-liquido-analisando-investimentos-no-excel-2010/

Notamos que as taxas 30% e 35% fazem com que ocorra uma inversão no sinal do VPL, tornando assim o investimento não vantajoso. Para traçarmos o gráfico do Perfil do Valor Presente Líquido utilizamos um Gráfico de Dispersão, para representar as informações acima.

grafico do valor presente liquido

Figura 4 – https://office.cursosguru.com.br/novidades/perfil-do-valor-presente-liquido-analisando-investimentos-no-excel-2010/

A partir da análise do Perfil do Valor Presente Líquido podemos chegar à conclusão de que investimentos onde a taxa seja menor que 30%, com este mesmo fluxo de caixa, ainda serão vantajosos. Valores acima já retornarão VPL’s negativos, e com isso, o  investimento não será mais vantajoso.

6. Conclusão 

Como dito por Marcio Herve em seu livro  “Surfando a terceira onda no Gerenciamento de projetos” de 2017:

“A promessa de um estado melhor: o grande problema dos projetos é que o investimento é feito hoje, mas a recompensa so virá amanha. Culturas imediatistas, como infelizmente é o caso da nossa (brasileira), não trabalham bem com essa ideia de sacrifício presente pelo futuro, o que, na minha visão, atrapalha os resultados de todo e qualquer projeto que se tenta fazer por essas bandas…”

O gerenciamento de projetos e o entendimento de seus conceitos é fundamental para o bom sucedimento de um projeto dentro de qualquer organização. Ao realizar uma boa analise de viabilidade, conseguiremos o valor atual de um fluxo de caixa futuro, descontado à taxa de juros informado. Um valor presente líquido negativo indica que o projeto não é atrativo do ponto de vista financeiro, e, entre varios projetos, a empresa deverá escolher o de mais VPL para executar, respeitando sempre o seu planejamento estratégico em primeiro lugar.

E para você? Após entender melhor o conceito de analise de viabilidade consegue encontrar alguma projeto pessoal que possa aplicar a ferramenta?

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

Blanchard, F. (1995). Net present value: an old tool finding use in assessing public sector capital expenditures. Project Management Journal, 26(1), 41–46.

LAPPONI, J.L. Avaliação de projetos e investimentos: modelos em Excel. São Paulo: Lapponi, Treinamento e Editora, 1996. 264 p.

PMI. (2018). Pulse of profession 2018 – Project Management Institute. Disponível em: <https://www.pmi.org/-/media/pmi/documents/public/pdf/learning/thought-leadership/pulse/pulse-of-the-profession-2018.pdf&gt;. Acesso em: 15/05/2018.

Sanches, Daniela. “Descubra como a TIR pode ajudar na analise de viabilidade do seu projeto!”, Disponível em: https://uvagpclass.wordpress.com/2018/05/21/descubra-como-a-tir-pode-ajudar-na-analise-de-viabilidade-do-seu-projeto/ ; Acesso em 24/05/2018.

Silva, Igor. “Analise de Viabilidade – A importância do VPL em projetos.”, Disponível em: https://uvagpclass.wordpress.com/2017/06/04/analise-de-viabilidade-a-importancia-do-vpl-em-projetos/ ; Acesso em: 24/05/2018.

Silva, Márcio Lopes da, and Alessandro Albino Fontes. “Discussão sobre os critérios de avaliação econômica: valor presente líquido (VPL), valor anual equivalente (VAE) e valor esperado da terra.” (2005).

Anúncios