Em uma empresa onde é fabricado diferentes produtos, sabemos que devem ser tomadas diferentes ações sob cada um deles. Para entender melhor as estratégias e ações a serem tomadas e assim alavancar sua empresa dentro do mercado, não deixe de ler esse post!

 

Quando uma empresa possui diferentes produtos em seu portfólio, é necessário avaliar o ciclo de vida de cada um. Seu desempenho no mercado, sua potencialização ou fracasso, são a chave para que a empresa possa tomar ações corretas para cada produto, e assim se manter competitivo dentro do mercado. Através da ferramenta matriz BCG, é possível fazer uma analise gráfica para tomar essas decisões.

O que é a matriz BCG e como surgiu?

É uma ferramenta de estratégia de analise gráfica, desenvolvida por Bruce Henderson em 1970, para suprir as necessidades de uma empresa americana chamada Boston Consulting Group.

Ela utiliza o ciclo de vida dos produtos, que podem ser baseados em participações no mercado, crescimento de vendas e volume, para auxiliar nas tomadas de decisões e selecionar os produtor que rendem mais lucros e mantém um bom fluxo de caixa, enquanto permite também identificar aqueles que não tem sido bom para a empresa e que podem vir a gerar mais despesas do que lucro, assim sendo melhor redefinir sua estratégia. Graficamente, ela é dividida em duas partes, na horizontal a participação no mercado, e na vertical a taxa de crescimento de mercado, podendo com isso analisar que quanto maior for sua participação no mercado, ou mais rápido seu crescimento, maior será a vantagem do produto dentro do mercado.

Passos para elaborar a Matriz BCG: 

1- Faça uma lista dos produtos a serem analisados

2- Utilizando a linha vertical (taxa de crescimento de mercado) e a horizontal (participação de mercado), cruze-as em forma cartesiana.

3- Trace 4 quadrantes dentro do produto cartesiano

3.1- Primeiro quadrante: Ponto de interrogação

”em questionamento”, produtos que tem uma taxa de mercado em crescimento, bastante investimento porém baixo retorno, podem virar abacaxi mas também podem se tornar estrelas.

3.2- Segundo quadrante: Estrelas

produtos com alta participação de mercado, líderes do mercado, e exigem altos investimentos. Podem se tornar uma vaca caso o crescimento do mercado seja reduzido.

3.3- Terceiro quadrante: Vaca Leiteira

produtos com taxa de crescimento moderado porém mercado estável, podem ser também os produtos bases que geram constantes lucros.

3.4- Quarto quadrante: Abacaxi

produtos que devem ser evitados por ter baixa participação no mercado e sem prospectiva de crescimento. Dependendo, podem ser até retirados de circulação como uma forma estratégica.

4- Após a construção do gráfico, utilize os valores do seu produto e marque o ponto de encontro entre o crescimento de mercado e a participação no mercado, com isso, veja em qual quadrante o produto ficará, para saber então, se o produto é um ponto de interrogação, uma estrela, uma vaca leiteira ou um abacaxi.

Após a analise, podemos chegar em 4 ações a serem tomadas com cada produto, são elas:
Construir: Significa aumentar a participação desse produto dentro do mercado, pois o mesmo possui um bom potencial. Geralmente é o investimento em cima dos pontos de interrogação.
Manter: a estratégia do produto deve ser mantida para preserva-lo, pois o mesmo já da uma estabilidade para a empresa. Esse caso são as vacas leiteiras.
Colher: ir retirando o produto aos poucos do mercado, de forma que ainda consiga algum negócio com ele. Em sua maioria, são as vacas leiteiras que estão caindo de nível, ou ate mesmo pontos de interrogação sem pretensão de crescimento.
abandonar: produtos com custos altos e que trazem grandes despesas para a empresa devem ser vendidos ou abandonados como uma forma de estratégia. Os abacaxis são exemplos de produtos que podem seguir essa linha.

4- Após a construção do gráfico, utilize os valores do seu produto e marque o ponto de encontro entre o crescimento de mercado e a participação no mercado, com isso, veja em qual quadrante o produto ficará, e assim será mais fácil definir qual das 4 ações citadas no post devem ser tomadas com esse produto.

WhatsApp Image 2018-05-03 at 11.08.42
Figura 1 – ilustração matriz BCG/ fonte: site clubedotrade

Essa figura associa o ciclo de vida do produto com a matriz BCG, para que por fim, possa ser tomada uma ação (construir, manter, colher ou abandonar). A imagem pode ser explicada da seguinte forma: O ponto de interrogação pode ser considerado a fase inicial e de investimento do produto, a estrela, a fase de crescimento e potencialização, a vaca leiteira, quando o produto se estabiliza e gera lucros, e depois quando o mesmo começa a cair e sair de mercado, se torna o abacaxi.

Exemplo Prático:

Em uma empresa de laticínios, são produzidos 4 produtos: Queijo, manteiga, requeijão e catupiry.

O queijo tem a participação no mercado de 90% e a taxa de crescimento de 100%

A manteiga tem a participação no mercado de 30% e a taxa de crescimento de 45%

o requeijão, tem  48% de participação, e a taxa de crescimento de 80%

E o catupiry, 80% de participação e 20% de crescimento.

WhatsApp Image 2018-05-03 at 11.08.42 (1)
Figura 2: Exemplo prático matriz BCG/ Fonte: próprio autor 

Com esses valores, ao ser inseridos na matriz BCG, identificamos que: O queijo encontra-se na estrela, o requeijão no quadrante do ponto de interrogação, a manteiga no abacaxi, e o catupiry na Vaca. A analise que podemos ter a partir disto, é que o queijo tem um forte potencial, está muito bem inserido no mercado, portanto deve ser mantida a estratégia do mesmo. O requeijão tem uma alta taxa de crescimento por isso deve ser usada a estratégia de construir, para aumentar sua participação no mercado pois ele tende a ser um bom produto. O Catupiry pode ser mantida ou evitada, pois ela tem uma boa participação no mercado mas não tem potencial de crescimento. E por ultimo, a manteiga, que encontra-se em pior estado, não tem uma boa participação e nem prospectiva de crescimento, sendo assim, é mais vantajoso para a empresa que o mesmo seja retirado do mercado.

Gestão de projeto existe em quase todos os ramos de produção, e essa gestão é necessária para o crescimento da empresa atraves dos sucessos do projetos, podemos ver mais sobre isso no post ”Por que Gestão de projetos”, disponível em https://uvagp.wordpress.com/2017/01/16/por-que-gestao-de-projetos/.  Um gestor necessita utilizar diferentes ferramentas de acordo com o tipo de produção da empresa, e quando essa se refere a venda de diferentes produtos, uma ótima escolha e utilizar a matriz BCG, com o fim de adquirir estratégias e ações corretas sob cada produto, para que a empresa permaneça e melhore dentro da disputa de mercado.

Referências bibliográficas:

<MATRIZ BCG> disponível em https://projectmentoring.wordpress.com/2016/02/12/matriz-bcg/ /ACESSO 05/05/2018

< COMO FAZER A MATRIZ BCG> disponível em https://clubedotrade.com.br/blog/matriz-bcg-como-fazer/ ACESSO 11/04/2018

<A MATRIZ BCG> Disponível em https://uvagpclass.wordpress.com/2017/11/20/matriz-bcg/ ACESSO 15/05/2018

PERIARD, Gustavo <COMO FUNCIONA A MATRIZ BCG> http://www.sobreadministracao.com/o-que-e-e-como-funciona-a-matriz-bcg/ ACESSO 15/05/2018

CESAR, Roberto <MATRIZ BCG> https://professorrobertocesar.files.wordpress.com/2010/08/7-matriz-bcg.pdf ACESSO 16/05/2018

<UNIVERSIDADE DE PIRACICABA> https://www.aedb.br/seget/arquivos/artigos06/912_ARTIGO%20SEGET.pdf ACESSO 17/05/2018

<SEBRAE> https://m.sebrae.com.br/Sebrae/Portal%20Sebrae/Anexos/ME_Matriz-BCG.PDF ACESSO 17/05/2018

<POR QUE GESTÃO DE PROJETOS> https://uvagp.wordpress.com/2017/01/16/por-que-gestao-de-projetos/ ACESSO 17/05/2018

Anúncios