Você sabe qual a aplicabilidade do gráfico de Gantt, para que ele serve e o por que ele permanece há tanto tempo na história?

Descubra o melhor dessa ferramenta e porque você deve utilizá-la!

De onde veio?

A primeira versão do gráfico de Gantt veio a partir de um engenheiro Polonês conhecido como Karol Adamiecki em 1890, porém sua versão ainda era muito primária e não era totalmente eficiente. Após 13 anos Henry Gantt pôde melhorar a versão de Karol tornando-a mais clara e de fácil compreensão podendo assim implementá-lo na indústria como forma de planejar, organizar e controlar a produção.

A versão final do gráfico foi feita pelo americano Gantt, o que possibilitou e facilitou a utilização da ferramenta em diversos momentos importantes da história dos Estados Unidos, como na Primeira Guerra mundial e como na grande Depressão de 1929. Para esses casos, o gráfico de Gantt se mostrou uma ferramenta extremamente eficaz.

Como funciona?

O Gráfico de Gantt funciona basicamente como uma linha do tempo, que tem o controle como palavra chave. Na disposição original do Diagrama os dados verticais são as atividades que você deseja planejar e controlar através da ferramenta e os dados que serão imputados na horizontal serão as informações de horas, dias e/ou meses que aquelas atividades irão levar para serem executadas, como você pode ver na Figura 1 abaixo.

WhatsApp Image 2017-11-12 at 16.14.35

Figura 1: Representação do Gráfico de Gantt / Fonte: Site Neurônio Digital

 

Você será capaz de incluir todas as atividades que envolvem seu projeto nessa ferramenta, nenhuma precisa ficar de fora!

Gantt nasceu na indústria porém hoje é amplamente aplicada em gerenciamento de projetos, com o objetivo de ajudar o gerente de projetos a estimar/controlar e conhecer o tempo de cada atividade, no momento em que inicia e no exato momento em que deve terminar, esse hoje é a principal maneira em que a ferramenta é usada.

Dentro da ferramenta de Gantt ainda é possível demonstrar a interdependência entre as atividades (quando uma atividade precisa que outra termine para que essa seja iniciada – como podemos ver na Figura 1 no item WBS 2.2, precisa que o item WBS 2.1 acabe para poder iniciar –  ou quando uma atividade não pode acabar antes que outra termine), podemos ainda incluir os responsáveis de cada atividade para que além de controle de tempo o diagrama também controle quem são os responsáveis por cada coisa e através disso identificar o desempenho de cada parte da equipe.

O mais importante para o uso eficaz dessa ferramenta não é apenas criar e estruturar o gráfico,  mas sim acompanhar e monitorar o andamento das atividades, para que através desse monitoramento seja possível reconhecer quais as atividades são críticas.

O estudo de caso “Utilização da Ferramenta Gráfico de Gantt no processo produtivo de uma empresa de equipamentos médicos de Franca – SP”, apresentado no XXXV Encontro Nacional de Engenharia de Produção (ENGEP), cita os resultados encontrados por eles em sua pesquisa, como também o resultado encontrado por outros autores conforme abaixo (respectivamente):

JUNQUEIRA, M. N. ; SALOMAO, S. ; QUEIROZ, G. A. ; IANNONI, J. R . (2015) Nesta pesquisa, o interesse incidiu sobre os impactos da implantação do Gráfico de Gantt, que proporcionou a melhor compreensão da capacidade produtiva por parte dos colaboradores da empresa, e redução de, em média, 58,30% no seu lead time.

Vieira e Soares (2003) o Grático de Gantt colaborou na obtenção de várias melhorias, tais como: diminuição do tempo de programação, simulação de novos cenários, lead time mais confiável e preciso, melhor análise da capacidade e dos recursos, e redução dos custos de horas extras e estoques.

Borges et al. (2013) utilizaram o Gráfico de Gantt para obter um melhor planejamento e controle da produção da empresa obteveram uma redução de 56% no lead time, dobrou a produtividade, diminuiu os gastos com horas extras e aumentou a satisfação do cliente. Resumindo, a empresa alcançou os níveis de desempenho como: menores custos, qualidade, confiabilidade, flexibilidade e rapidez.

Devo usar o Gráfico?

Diante de tudo que podemos ver e de comprovações em pesquisa, podemos considerar que o gráfico de Gantt pode ser muito útil e eficaz, mesmo não sendo um método oficial de otimização, seus resultados são muitos expressivos e comprovam que a organização de tarefas e tempo é a chave principal de qualquer projeto.

Uma ferramenta simples que pode ser facilmente executada no MsProject, GanttProject, Softwares específicos para Gerenciamento de projetos ou  até mesmo no nosso conhecido Ms Excel!

Para orientações e passo a passo de como criar seu gráfico você pode acessar o link do site TechTudo, onde explica exatamente como fazer para configurar seu Ms Excel e usufruir gratuitamente dessa ferramenta criada por Gantt.

 

REFERÊNCIAS

BORGES, J. P. V. et al. Planejamento e controle da produção de uma indústria de cataventos apoiado pelo gráfico de gantt: um estudo de caso. 2013.16.f.Trabalho de Conclusão de Curso – UFCG, Campina Grande. 2013.

BUILDER – Project – Gráfico de gantt: como e por que utilizá-lo para gerenciar projetos?- 2016- Project Builder  – acesso em: 2017.

BUILDER – Project – Conheça a história do gráfico de Gantt – 2014 – Project Builder  – acesso em: 2017. – acesso em: 2017.

JUNQUEIRA, M. N. et al., Utilização da ferramenta Gráfico de Gantt no processo produtivo de uma empresa de equipamentos médicos de Franca. 2015. 15f. Trabalho de Conclusão de curso – UNIFRAN, Franca, 2015.

MARTINS – Elaine – Excel: Criando gráficos de Gantt – 2008 – Tech Tudo – acesso em: 2017.

REZENDE – Frederico – Gráfico de Gantt: como e por que utilizá-lo para gerenciar projetos?- 2015 – Gestão por processos – acesso em 2017. (figura destacada)

RIBEIRO – Adriano – Usando um gráfico de Gantt para gerir projetos e como mantê-lo atualizado em tempo real –  2015 – Neurônio Digital – acesso em: 2017. (figura 1)

VIEIRA, G. E.; SOARES, L. M. Aplicação de um sistema avançado de planejamento e programação da produção à uma empresa de autopeças: um estudo de caso. XXIII Encontro Nacional da Engenharia de Produção. Ouro Preto, 2003.

Anúncios