Será que é o tipo de estrutura adequada para sua empresa? Como funciona a autonomia do gerente de projeto dentro de organizações que se estruturam desta maneira? Acabe com as dúvidas! Veja se esse conceito está de acordo com as características e objetivos da sua organização e se esse é o melhor cenário para poder gerenciar um projeto.

WhatsApp Image 2017-11-25 at 23.08.28

Antes de falarmos sobre o que e é uma organização do tipo divisional e como ela se comporta dentro do universo do gerenciamento de projetos, qual autonomia ela oferece e quais as suas vantagens e desvantagens, precisamos explicitar, brevemente, do que se trata uma estrutura organizacional.

A Estrutura Organizacional, nada mais é do que a forma como as pessoas estão dispostas dentro da empresa com a divisão por setores, delegação de tarefas e o provimento de cargos. Ter uma estrutura organizacional é de fundamental importância para que a empresa mantenha o foco nos seus objetivos, pois assim é possível verificar, mais amplamente, como os recursos estão distribuídos pelas áreas, facilitando a formulação de estratégias para melhor alcançar tais objetivos.

WhatsApp Image 2017-11-25 at 23.08.30 (1)
Imagem II: Disposição das pessoas na organização / Fonte: site beraternews.net

Para se formular uma estrutura é necessário ter como base a missão, visão, valores e estratégias de mercado, que estará diretamente ligado a esta estrutura e envolve aspectos físicos, humanos, financeiros, jurídicos, administrativos e econômicos.

Uma Estrutura Organizacional bem estabelecida reflete na produtividade e na excelência da gestão empresarial. Com ela podemos identificar claramente as tarefas necessárias, organizar funções e determinar responsabilidades, sendo assim possível traçar medidas de desempenho por funcionário que sejam compatíveis com o objetivo da área e da organização.

Há alguns tipos de estruturas organizacionais, e as organizações precisam optar pela qual se encaixa mais em seu perfil. Dentre as opções, temos:

  • Estrutura Funcional
  • Estrutura Divisional
  • Estrutura Matricial
  • Estrutura em Redes

Agora que já entendemos melhor o que é uma estrutura organizacional e quais seus tipos, podemos voltar ao nosso foco: A Estrutura Organizacional Divisional.

Este tipo de estrutura é constituído por divisões separadas e autossuficientes responsáveis por produzir um produto ou serviço específicos.

Como cada divisão é criada para atender um determinado mercado e comporta todas as funções operacionais necessárias para desenvolver o produto ou serviço estabelecido, não é necessário coordenar suas atividades com as de outra divisão, sendo assim elas tem autonomia para tomada de decisão que diz respeito as suas próprias operações, no entanto, a sede não deixa de controlar os resultados obtidos por cada uma das divisões.

Mesmo esta estrutura sendo adequada à sua empresa, ela possui vantagens e desvantagens.

Como vantagens, temos:

  • Maior autonomia e responsabilidades para cada divisão, com a definição e implementação das estratégias de negócios, permitindo uma resposta mais rápida ao cliente;
  • Libera o nível estratégico para dar maior atenção às tarefas relacionadas à estratégia global da empresa;
  • Dá ênfase ao controle de desempenho de cada divisão;
  • O marketing é pensado de acordo com o mercado de atuação de cada unidade.

Podemos destacar como desvantagens:

  • Aumento de custos, pois para cada unidade será necessário recursos próprios, podendo haver mais de um especialista funcional dentro da organização;
  • Pode haver problemas de controle, com o aumento da autoridade dos gestores;
  • Potencial aparecimento de políticas inconsistentes entre as divisões;
  • Supervalorização dos resultados a curto prazo, devido a pressão imposta sobre os gestores e no seu desempenho.

A estrutura divisional deve ser estruturada de modo a atender seus objetivos mais eficientemente e eficazmente, desta forma ela pode ser por:

WhatsApp Image 2017-11-25 at 23.08.27
Imagem III: Estrutura Divisional por Produto / Fonte: slideplayer.com.br/slide/383714/
  1. Produtos ou serviços – é a estrutura de uma organização que comercializa diversos produtos ou serviços, onde uma UEN (Unidade Estratégica de Negócios) é responsável pelo desenvolvimento de apenas um único produto ou prestação de um serviço. O foco é específico e a qualidade acaba sendo superior, a coordenação mais eficiente, inovações mais facilmente implantadas, devido a todos da UEN ter o mesmo objetivo.
  2. Região Geográfica – permite que a empresa se adapte a região onde exerce suas atividades. As estratégias de vendas e marketing são desenvolvidas de modo a atender as características e costumes da região.
  3. Processos – o departamento de produção é dividido por processos, que consiste no conjunto de atividades, compostas por input, transformação e output, e resultam em um produto ou serviço. Uma organização divisional estruturada por processos agrupam as atividades para cumprir as etapas de um mesmo processo. Cada trabalhador é especialista em sua função, tendo facilidade na operação, tornando o processo mais rápido.
  4. Projeto – São montadas equipes para atuar num projeto específico, alocando profissionais, com base no resultado desejado, com características e qualificações que agregam vantagens ao desenvolvimento do projeto. Esta estrutura é flexível e mutável e a realização do trabalho é com foco total no projeto, tendo prazos cumpridos com maior precisão. Apesar de ser uma ótima estratégia, pode ocasionar na ociosidade ou demissão do funcionário quando não estiver alocado em nenhum projeto.
  5. Grupos de Clientes – os produtos ou serviços dessa estrutura são desenvolvidos para determinado grupo de clientes, onde as características deles são similares e as especificidades do produto são as mesmas. Assim a satisfação do cliente é o principal objetivo. Uma vantagem desse tipo de organização é a fidelização dos clientes.

Uma empresa no ramo alimentício é um exemplo de organização estruturada divisionalmente por produtos. Onde na mesma empresa se produz vários produtos com características, matérias-primas, processos, embalagens e demandas diferentes, necessitando, assim, de um gerente para cada produto, uma proposta de marketing específica para cada um, tendo seu foco voltado para algo específico. Com esse modelo a empresa eleva a qualidade de seus produtos e a coordenação é feita de forma mais eficiente.

Vimos que a Estrutura Organizacional Divisional tem suas vantagens, desvantagens, benefícios e características próprias e que existem vários tipos dentro dela. Não existe uma abordagem que se aplique a todas as empresas, cada uma é única e precisa escolher a que mais se adéqua ao seu tipo de negócio, sempre pensando na cultura organizacional e no planejamento estratégico a fim de atingir os objetivos traçados. Em qualquer uma das estruturas é de suma importância definir os níveis hierárquicos e deixar claro para cada colaborador, qual o seu papel e atividade na empresa.

 

WhatsApp Image 2017-11-25 at 23.08.25

Imagem IV: Crescimento empresarial / Fonte: site guyanachronicle.com

Com uma estrutura organizacional adequada é possível obter uma série de benefícios e facilitadores para uma melhor gestão da empresa e dos projetos executados por ela. Gerenciar e desenvolver melhor os indicadores de desempenho, controlar estoques, coletar e analisar dados, verificar em quais áreas necessitam de uma melhor gestão, qual está gerando mais custo, onde há excesso ou escassez de recursos, estes são alguns dos benefícios que uma boa estrutura organizacional traz para as empresas.  Uma organização divida por projeto é onde o gerente dos projetos consegue melhor gerenciá-los e administrar seus recursos, custos, tempo e riscos, entregando assim, projetos de maior qualidade e com mais chances de sucesso.

 

Referências Bibliográficas:

Batalha, Marisa – “Estrutura funcional e Estrutura divisional”: <https://prezi.com/thcqwdbk7uli/estrutura-funcional-e-estrutura-divisional&gt; acessado em 24 de novembro de 2017;

da Silva, Jônatas Rodrigues – “Tipos de Estruturas Organizacionais”: <http://www.efetividade.blog.br/tipos-de-estruturas-organizacionais/&gt; acessado em 24 de novembro de 2017;

de Camargo, Renata Freitas – “A importância dos Tipos de Estrutura Organizacional para um negócio de sucesso”: <https://www.treasy.com.br/blog/tipos-de-estrutura-organizacional&gt; acessado em 25 de novembro de 2017;

Prates, Wlademir Ribeiro – “Principais Tipos de Estruturas Organizacionais”: <http://www.adminconcursos.com.br/2014/07/estruturas-organizacionais.html&gt; acessado em 24 de novembro de 2017.

Anúncios