Nesse post vamos ver as aplicações do CCPM em projetos e sua comparação com as práticas tradicionais no Gerenciamento de Projetos.

Uma prática comum, nos dias de hoje, é um funcionário desempenhar diversas tarefas ao mesmo tempo. Contudo, esse tipo de prática normalmente sobrecarrega o trabalhador, podendo prejudicar seu rendimento. O método CCPM veio como uma forma de tentar resolver esse problema.

Desenvolvido pelo físico israelense Eliyahu Goldratt no livro “Corrente Crítica” em 1997, a partir de conceitos da Teoria das Restrições adaptada ao mundo dos negócios, o CCPM é uma metodologia de planejamento e execução de multiprojetos.  Considerado um grande avanço na área de gerenciamento de projetos.

Comparando a Corrente Crítica com os métodos tradicionais de gerenciamento de projetos, que utilizam apenas o Caminho Crítico do projeto, levando em consideração apenas o tempo de execução de cada tarefa, esta primeira também considera o conflito de recursos entre elas. Além disso, o CCPM cria estimativas mais agressivas quanto a execução de uma tarefa, removendo totalmente sua margem se segurança, porém de modo viável.

Essa viabilidade é construída com inserções de buffers (pulmões) ao longo do cronograma de projeto. Evitando a necessidade de criar margens de segurança para cada atividade individualmente, criando uma folga compartilhada para todas as atividades de uma determinada corrente.

Outra característica do Gerenciamento de Projetos por Corrente Crítica é diminuir o impacto da Lei de Parkinson, que consiste em expandir as atividades de um trabalho até o seu prazo de conclusão, mesmo podendo ser concluído antes. Além disso, o CCPM tenta evitar a Síndrome do Estudante, que consiste em deixar a maioria das tarefas para ser realizada perto do seu prazo de conclusão.

A simulação abaixo mostra um exemplo prática de aplicação de CCPM:

Nesse cronograma, as tarefas com cores iguais ocorre conflito de recursos

 

WhatsApp Image 2017-11-04 at 11.21.59 (1)

Figura 1 – Processo de CCPM parte 1
Fonte: http://blogtek.com.br/aceleracao-de-projetos-metodo-da-cadeia-critica/

 

O primeiro passo é eliminar esse conflito de recursos, não programando as duas atividades simultaneamente.

 

WhatsApp Image 2017-11-04 at 11.21.59 (2)

Figura 2 – Processo de CCPM parte 2

Fonte: http://blogtek.com.br/aceleracao-de-projetos-metodo-da-cadeia-critica/

 

 

O próximo passo é retirar a margem de segurança das atividades, no caso explicitado, é metade do tempo delas.

 

WhatsApp Image 2017-11-04 at 11.21.59 (3)

  Figura 3 – Processo de CCPM parte 3

Fonte: http://blogtek.com.br/aceleracao-de-projetos-metodo-da-cadeia-critica/

 

Depois, é introduzido os buffers, que vão ser uma folga para todas as atividades conjuntas, ao invés de colocar uma margem para cada atividade. Esses buffers serão adicionados com metade da Corrente Crítica.

 

WhatsApp Image 2017-11-04 at 11.21.59 (4)

Figura 4 – Processo de CCPM parte 4

Fonte: http://blogtek.com.br/aceleracao-de-projetos-metodo-da-cadeia-critica/

 

Por último, deve-se deslocar as atividades para suas datas mais tardias, para se evitar a Síndrome do Estudante.

 

WhatsApp Image 2017-11-04 at 11.22.00

Figura 5- Processo de CCPM parte 5

Fonte: http://blogtek.com.br/aceleracao-de-projetos-metodo-da-cadeia-critica/

 

Nesse caso, podemos concluir que esse projeto teve uma redução de 11 dias no seu cronograma. A redução no prazo de entrega de um projeto reduz também o seu custo, por vários fatores ,como por exemplo, a mão-de-obra que a cada dia que esta precisará ficar disponível necessitará de mais recursos financeiros.

Por fim, pesquisadores apontam que a aplicação do CCPM reduz os prazos e custos de um projeto em até cerca de 30%. Ele pode ser considerado, além de uma solução técnica, uma forma de corrigir o comportamento humano nos projetos. Deve-se ter, então, alta capacitação e empenho dos colaboradores do projeto para que o CCPM seja bem-sucedido, tendo resultados produtivos dele.

 

Referências Bibliográficas:

Aceleração de Projetos – Método da Corrente Crítica – Acesso em 11/11/2017
link: http://blogtek.com.br/aceleracao-de-projetos-metodo-da-cadeia-critica/

Gestão de Projetos por Corrente Crítica: Uma análise Bibliométrica – Acesso em 11/11/2017
link: http://www.abepro.org.br/biblioteca/TN_STO_213_264_26620.pdf

Gerenciamento de Projetos por Corrente Crítica – Melhore a produtividade com menos multitarefas – Acesso em 11/11/2017
link: http://www.projectbuilder.com.br/blog-home/entry/projetos/gerenciamento-de-projetos-por-corrente-critica-melhore-a-produtividade-com-menos-multitarefas

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios