A Avaliação 360 graus uma ferramenta gerencial de análise de desempenho profissional, utilizada em empresas, onde através dela é possível identificar deficiência ou carência de competências profissionais e através disto, buscar caminho para superá-las.

A Avaliação 360 graus propõe a avaliação do funcionário por diferentes fontes, como a combinação entre a análise dos pares (colegas de trabalho), do superior imediato, dos subordinados diretos, prestadores de serviço, clientes e do próprio avaliado. Esse método tem a intenção de perceber as deficiências do colaborador e auxiliar na evolução de suas competências, sendo uma importante ferramenta da gestão estratégica de pessoas. O avaliado recebe um feedback através das respostas de um questionário definido pela alta administração da organização, relatando como os outros o avaliam e como a própria se avalia com relação ao seu trabalho. O colaborador terá acesso apenas ao resultado final da avaliação, não saberá quem o avaliou, pois, os resultados da avaliação são confidenciais.

 

Figura 1 -Feedback de 360 graus / Fonte: app.softwareavaliacao.com.br

 

As avaliações de desempenho de forma unilateral já existem desde a Primeira Guerra mundial, porém foi durante a Segunda Guerra Mundial, que as forças armadas alemãs utilizaram este método avaliativo sobre diferentes perspectivas. Na época, o nome “Avaliação 360 graus” ainda não existia de fato, mas o conceito era o mesmo. Os soldados eram avaliados uns pelos outros, por seus superiores e subordinados para fornecer informações, indicadores e sugestões de como melhorar seu desempenho.

O conceito do Feedback 360 graus se popularizou a partir do invento da máquina de escrever. Antes do surgimento desde equipamento, toda avaliação era feita de forma manuscrita, o que representava impossibilidade de obter anonimato em sua totalidade, em consequência, afetava a qualidade do método. Em 1996 este tipo de avaliação passou a ser usada e reconhecida como uma boa maneira de medir a qualidade dos relacionamentos e não só o tamanho dos resultados.

A popularidade da avaliação 360 ​​graus tem crescido rapidamente a cada dia. Segundo a revista americana Fortune, responsável por classificar as 500 maiores empresas do mundo, estima-se que 90% de todas as empresas listadas por ela usam algum tipo de avaliação por múltiplos avaliadores.

É possível obter vantagens com o uso desta ferramenta para o avaliado, como a possibilidade de refletir sobre os feedback, tomar consciência das suas dificuldades para que possa melhorá-las, criando um plano pessoal de desenvolvimento (composto por metas e objetivos bem claros). Além disso, possibilita a descoberta de potenciais ainda não percebidos pelo avaliado. Também pode trazer alguns benefícios para a empresa, como a aprendizagem constante, motivação e aumento da produtividade entre seus funcionários.

É de se observar que este tipo de avaliação promove o crescimento e desenvolvimento do indivíduo, já que facilita identificar as qualidades do colaborador que muitas vezes não foram salientadas pelos seus pares de trabalho, assim como as necessidades de melhoria pouco discutidas por seus superiores.

Por outro lado, existem algumas desvantagens como o uso do Método 360 graus, como ocorre em algumas organizações que permitem que seus funcionários indiquem os colegas e subordinados que o avaliarão. Desta maneira acaba não possuindo um resultado coerente com a realidade da empresa. Outra desvantagem ocorre em situações em que um subordinado, por não conhecer o trabalho de seu chefe, impõe um julgamento negativo, não exibindo os objetivos reais de uma avaliação.

Muitas empresas ainda possuem a avaliação de mão única, onde o chefe realiza unilateralmente um diagnóstico dos pontos fortes e fracos do subordinado, ou outros modelos como a avaliação bilateral, em que chefe e subordinado discutem em conjunto o desempenho do subordinado.

Avaliação 360 graus é um importante aliado na relação entre chefes e subordinados, já que permite obter concordância sobre as dificuldades e necessidades, é uma oportunidade para aprendizagem e orientação.

Existem alguns modelos da avaliação 360 graus diferentes uns dos outros, porém como exemplo, será analisado o modelo abaixo:

  • Modelo enxuto com 3 alternativas para resposta:

Assinale para cada uma das perguntas abaixo, as opções: Nunca, Às vezes ou Sempre

  1. Em relação a proatividade: O colaborador apresenta iniciativa?
  2. Interesse: O funcionário é dedicado em suas tarefas e busca atingir suas metas de vendas?
  3. Organização: O funcionário é organizado em suas atividades de trabalho?
  4. Flexibilidade: O colaborador consegue se adaptar a novas situações e clientes?
  5. Sociabilidade: O funcionário interage bem com seus colegas de trabalho?
  6. Liderança: O colaborador mostra aptidões para ser líder?
  7. Vocação: O funcionário tem o talento necessário para o que faz?
  8. Disponibilidade: O colaborador está sempre pronto a colaborar?
  9. Eficiência: O funcionário apresenta os resultados esperados de seu trabalho?
  10. Trabalho em equipe: O funcionário tem o hábito de colaborar com os demais membros da empresa?
  11. Ética: O funcionário tem um comportamento ético?

 

Apesar do questionário ser curto e bem objetivo, as vantagens deste modelo de avaliação 360 graus é a rapidez e a agilidade em ser respondido.

Receber um feedback é um jeito de você saber se “o que você está fazendo” e “como você está fazendo” está gerando um impacto positivo no seu dia a dia de trabalho e na organização. Quando o funcionário aproveita o feedback recebido para seu próprio crescimento, melhorando aquilo que precisa, ocorre um ganho na própria carreira deste colaborador.

Empresas que ainda não adotam este tipo de avaliação deveriam repensar o seu estilo gerencial, investir na adoção da Avaliação 360 graus, com a busca constante da melhoria do processo de avaliativo.

 

BIBLIOGRAFIA:

PONTES, B.R. A avaliação de desempenho: uma nova abordagem. São Paulo: Ltda, 2005

“Avaliação de desempenho – O que é e como funciona” –  http://www.sobreadministracao.com – Acesso em: 23 out. 2017.

“A história da avaliação 360 graus” – http://www.ehow.com.br – Acesso em: 30 out. 2017.

“Feedback 360: uma ferramenta para desenvolver lideranças” – 2017 – www.hsm.com.br – Acesso em: 30 out. 2017.

“Avaliação 360 Graus – O Que é? Como Aplicar na Sua Empresa?” –  www.blog.softwareavaliacao.com.br – Acesso em: 31 out. 2017.

Anúncios