Imagina que o Rei das Trevas esteja querendo comandar ou destruir tudo que existe. Quais seriam as fases do projeto para conter isso e SALVAR o MUNDO!? Nós estamos cercados por projetos, seja no dia a dia, seja nas nossas

ações e metas, seja dentro da vida pessoal e profissional, e também na maioria dos filmes que assistimos e livros que lemos, inclusive os de ficção quer ver?

<Antes de qualquer coisa é importante deixar claro que este post contém Spoilers.>

 

Já se perguntou o que é um Projeto de sucesso?

– Eu também não, na verdade foi meu professor quem me fez essa pergunta, mas mesmo assim me deixou pensativo.

 “A história se tornou lenda, a lenda se tornou mito”.

Vai mais ou menos por ai mesmo, não existe alguma definição exata de projeto de sucesso, isso acontece porque esta denominação esta diretamente atrelada à opinião do avaliador. Mas pensando dessa forma não teríamos nunca algum projeto triunfante e não é bem assim, temos diversos exemplos de empreendimentos bem sucedidos, vou lhe dar um exemplo, um que salvou o mundo!

Tudo começa na festa de 111 aniversário do Bilbo Baggings, que por sinal também era um projeto e dos grandes, mas definitivamente não foi o que salvou a Terra Média. Gandalf, O Mago, estava lá e percebeu que seu amigo estava com um anel (Sim um anel, que foi criado pelo Mal em pessoa), que poderia destruir o mundo inteiro (Já pensou que problemaço?). Como todo bom projeto, começamos com a fase inicial de definição, quando determinamos a necessidade do problema e o estruturamos para soluciona-lo. Na iniciação, devemos ter uma noção macro da situação, buscando uma visão geral das tarefas envolvidas, os riscos e requisitos iniciais. Nessa hora o nosso grande Mago, que possui sabedoria inimaginável, sem duvida conhecia de projetos, viu que tinha algo errado e logo pensou em escolher um gestor para superar esse obstáculo, juntou as melhores pessoas que conhecia, no ramo de salvar o mundo e combinaram uma reunião para planejar o projeto.

WhatsApp Image 2017-08-29 at 15.24.58Andrew Martin – Gandalf – https://pixabay.com/pt/assistente-gandalf-lego-magia-2021410/

Juntou Hobbit, elfo, humano e tudo que tinha direito em uma mesa redonda cheia de comida. Nessa reunião de planejamento, onde se encontraram as partes interessadas nessa proposta, poderíamos dizer que se enquadra a segunda fase do projeto, já que nela foram discutidos e organizados os recursos necessários, os gastos, o tempo que levaria e quantidade de mão de obra (afinal, estamos falando de salvar o mundo!). Essa etapa, consiste em uma estruturação mais detalhada possível e depois de muitos estudos de viabilidade, foi decido escalar um gestor (Frodo, vocês já devem ter ouvido falar) e uma equipe composta por nove integrantes (A Sociedade do Anel, dai vem o nome do livro☻), deixaram claro no escopo do projeto, todas as etapas necessárias de execução e que para salvar o mundo o anel deveria ser destruído no fogo da montanha mais longe possível. (Claro! Caso contrário não tinha historia alguma). 

De lá com a equipe formada, saíram focados em alcançar seu objetivo, passando direto para a terceira fase do empreendimento, o da execução. Nessa fase deveriam coordenar, da melhor forma possível as pessoas e recursos para a realização do plano, sabendo que teriam suporte de um exercito gigante de guerreiros reunidos de todos os reinos (como acontece, mais ou menos, com as grandes empresas em seu nível operacional). Porém como em qualquer projeto, existe os seus contra tempos, por exemplo, um concorrente que não deseja que você salve o mundo e com isso gera esforços contrários lhe causando um furo no orçamento, escassez de recursos, um atraso na entrega, ou até algo que não estava previsto no escopo (O que é péssimo para o andamento do projeto). Isso aconteceu, com as grandes batalhas que ocorreram para resguardar e ajudar a sociedade do anel a atingir a meta. (De salvar o mundo, até porque se não ajudasse… Né?… ¯\_()_/¯ ).

img_2019
Komposita – Mountain – https://pixabay.com/pt/paisagem-montanhosa-montanhas-2031539/

A cada milha, quilômetro ou dia (Até porque as coisas são tão distante que eles mediam em dias, acredita?!), a equipe de salvadores de mundo executavam uma técnica ensinada pelo mestre Gandalf, chamada PDCA, essa é uma ferramenta de gestão, que auxilia nossos heróis a medir, gerir e melhorar o que foi feito na fase anterior, a da execução, seguindo para a quarta etapa do projeto a do controle. Nesta fase é aonde medimos o desempenho do projeto até então e identificamos suas variações criticas para com o escopo, atuando para corrigi-las. Como dizia um outro tipo de mago, um chamado de Peter Drucker:

“O que não se pode medir, não se pode gerenciar”

Depois de anos caminhando, três livros, 1232 páginas, com a ajuda de uma equipe sensacional, as ferramentas certas e muito esforço, Frodo consegue trilhar todo o seu percurso e alcançar a montanha de Mordor (Sim. Aquelas que eu falei que era a mais longe possível) e destrói o anel, lançando-o ao fogo e terminantemente salva o mundo. Abrindo assim as portas para a quinta e última fase do projeto que podemos chamar de encerramento. Esta etapa consiste na verificação e documentação dos resultado do projeto para formalizar a aceitação do produto pelos clientes (Salvar o mundo e a todos que nele vive, que tal?). Com essa documentação é criada uma análise da efetividade do projeto para uso futuro (vai que tem um outro louco querendo destruir o mundo inteiro!). 

Vamos ver o que esta escrito no Project Management Body of Knowledge (PMBOK) um importantíssimo pergaminho antigo da biblioteca do Project Management Institute PMI:

Os processos de gerência de projetos podem ser organizados em cinco grupos, cada um deles contendo um ou mais processos:

  • Processos de iniciação – reconhecer que um projeto ou fase deve começar e secomprometer para executá-lo(a).
  • Processos de planejamento – planejar e manter um esquema de trabalho viável parase atingir aqueles objetivos de negócios que determinaram a existência do projeto.
  • Processos de execução – coordenar pessoas e outros recursos para realizar o plano.
  • Processos de controle – assegurar que os objetivos do projeto estão sendo atingidos,através da monitoração e da avaliação do seu progresso, tomando ações corretivasquando necessárias.
  • Processos de encerramento – Formalizar a aceitação do projeto ou fase e encerrá-lo(a) de uma forma organizada.

Apesar de que com o projeto não obtiveram algum impacto financeiro, como é avaliado por muitas pessoas, mas sabendo que esse foi um feito totalmente único, que não irá se repetir novamente e que gerou benefícios para o mundo inteiro. (É a última vez que repito, mas ele salvaram o mundo…) Eu gostaria de te perguntar, foi ou não foi um Projeto de sucesso?

 

Deixe um comentário!!!!

 

Referências Bibliográficas:

PROJECT BUILDER. Conheça as 5 fases de um modelo de projeto.                         Disponível em: https://www.projectbuilder.com.br/blog-pb/entry/pratica/conheca-as-5-fases-de-um-modelo-de-projeto

PROJECT MANAGEMENT INSTITUTE. PMBOK – Project Management Body of Knowledge. Disponível em: < http://www.jcoltro.com.br/project2000/pmbok.pdf

Tolkien J. R. R. Senhor dos Anéis – Volume Único. Martins Fontes Editora.

Anúncios