Projeto que foi entregue há 10 anos ainda não foi concluído e moradores sofrem com obras e interdições de ruas e garagens.

“A realidade é que nos foi vendido um sonho e entregue um pesadelo.” (Depoimento de Morador da Vila do Pan)

Pode-se classificar um projeto como sendo um empreendimento único realizado por uma ou mais pessoas para alcançar objetivos preestabelecidos dentro de um limite de tempo, podendo ter curta, média ou longa duração. Obtêm-se um projeto de sucesso quando as metas estipuladas são alcançadas, sem que se exceda as expectativas iniciais, e sem ultrapassar os limites de recursos financeiros, humanos e materiais.

Seguindo essa linha de obtenção de sucesso em projetos, torna-se necessário entender o conceito de Gerenciamento de Projetos, que de acordo com o PMBOK “é a aplicação do conhecimento, habilidades, ferramentas e técnicas às atividades do projeto para atender aos seus requisitos”. Ou seja, o gerenciamento de projetos tornará o projeto tangível e irá auxiliá-lo a obter um resultado final eficiente, que se caracteriza como sendo a relação entre o resultado alcançado e os recursos utilizados e eficaz, que é a extensão na qual as atividades planejadas são realizadas e os resultados planejados alcançados.

Geralmente classifica-se como um projeto de sucesso aquele que atingiu seu objetivo final dentro do limite de tempo e do orçamento estabelecido, e também que agregue valor de forma satisfatória para suas partes interessadas. Porém, muitos outros aspectos devem ser considerados para avaliar o sucesso de um projeto, dado que nem sempre a entrega de um projeto significa que ele está completo, existem questões complexas envolvendo o impacto gerado e a diferença de aceitação existente pelas partes interessadas, ou seja, um projeto que é considerado perfeito na opinião de uma pessoa, pode não ter a mesma reputação com os demais. Sendo assim, é necessário levar em conta o grau de aceitação no momento de avaliar o resultado.

 

O caso da Vila Panamericana

Vamos tomar como exemplo a Vila Panamericana ou também conhecida como Vila do Pan, situada na cidade do Rio de Janeiro, que foi um projeto realizado pela “Agenco Engenharia e Construções” em parceria com os entes públicos no ano de 2007, tendo como inspiração as demais bem-sucedidas vilas olímpicas nas cidades-sede de eventos esportivos ao redor de todo o mundo. Seu objetivo principal era de hospedar cerca de 5.000 atletas, integrantes das 42 delegações competidoras dos XV Jogos Pan-Americanos, realizados no Rio de Janeiro. Com o fim dos jogos, o objetivo do projeto passaria a ser outro, a Vila se tornaria um conjunto habitacional de qualidade, com a comercialização de seus imóveis, a qual foi iniciada antes mesmo dos apartamentos serem construídos.

O projeto foi desenvolvido para criar um bairro referência na cidade do Rio de Janeiro, com 90 mil metros quadrados de áreas verdes, contemplando diversas opções de esportes com 9 piscinas, um campo de futebol, 2 quadras de vôlei de areia, 3 quadras de tênis, ciclovia, mesa de pic-nic, pista de cooper, fitness, churrasqueiras, praças de meditação, saunas, entre outros. Contando com 1.480 apartamentos medindo entre 40 a 144 metros quadrados, a área foi dividida em dois parques: América do Norte e América do Sul. O primeiro Parque é composto por 10 prédios, sendo 4 de cor amarela (com apartamentos de 1 suíte) e 6 de cor verde (com apartamentos de 2 suítes). Já o segundo Parque é composto por 7 prédios, sendo 4 de cor azul (com apartamentos de 3 suítes) e 3 de cor vermelha (com apartamentos de 4 suítes). (Fonte: Manual do Proprietário – Agenco)

Com essa diversidade de atributos prometidos para o projeto, a Vila foi um enorme sucesso de vendas antes mesmo de ficar pronta, já que o empreendimento oferecia qualidade de vida e estrutura de lazer com um conceito único e revolucionário, além da honra de hospedar atletas e paratletas de sucesso.

Quando a data dos jogos Pan-americanos chegou, o projeto foi entregue dentro do prazo e a Vila foi aprovada com êxito pelos atletas, que durante os jogos se hospedaram e desfrutaram de suas instalações. Ou seja, pelo ponto de vista dos atletas o projeto foi classificado como um sucesso.

 

img_1984Figura 1 – Vila do Pan sendo utilizada durante os Jogos / Fonte: Manual do Proprietário – Agenco

 

Podemos afirmar então que quanto ao objetivo principal de hospedar os atletas, a vila cumpriu bem o seu papel e não deixou a desejar. Porém, com relação ao outro objetivo, que seria a utilização dos mesmos imóveis para uso residencial, não atendeu as expectativas iniciais. A princípio, a Vila foi projetada para ser um condomínio de luxo, entretanto, devido a diversas falhas durante o período de execução das obras, ocorreram problemas que se estendem até os dias de hoje. Esses problemas se devem à construção da Vila em um terreno com solo pantanoso, o qual necessitava receber um estaqueamento profundo para evitar rompimentos. Este tratamento do solo foi feito nos 17 prédios, que foram considerados seguros por engenheiros especializados, porém, não foi feito nas ruas e áreas comuns do condomínio, as quais sofreram com diversos afundamentos e até mesmo comprometeram a estrutura da garagem de um dos prédios.

 

img_1985Figura 2 – Ruas com problemas de afundamento / Fonte: O Globo

 

img_1983Figura 3 – Entrada da garagem de um dos prédios – Fonte: Terra

 

Devido a esses problemas gravíssimos de afundamento nas ruas, a prefeitura do Rio de Janeiro necessitou empregar uma quantidade expressiva de dinheiro para conseguir reparar os danos causados e tentar recuperar, de alguma forma, o conceito inicial do projeto da Vila. No entanto, até os dias de hoje as ruas ainda não foram recuperadas e a população de moradores que reside no local (clientes finais do projeto) ainda sofre com obras intermináveis e ruas e garagens interditadas.

 

img_1982Figura 4 – Atual vista da varanda de um dos apartamentos / Fonte: Do autor

 

Além disso, existem diversos outros atributos que foram prometidos de serem entregues na conclusão da obra e não foram, como o campo de futebol, as quadras de vôlei, e as quadras de tênis. Ou seja, o projeto não cumpriu com o que foi prometido e não atendeu as expectativas dos clientes que compraram seus imóveis.

Como dito anteriormente, o sucesso de um projeto deve-se a aceitação de cada uma das partes envolvidas e do comprimento dos prazos e limites de recursos. Logo, no objetivo de hospedar atletas para os Jogos Pan Americanos, o projeto da Vila do Pan foi um sucesso, já que foi entregue dentro do prazo e causou enorme satisfação entre os atletas. Porém, no objetivo de se tornar um condomínio residencial luxuoso após os jogos, o projeto foi um fracasso, já que não atendeu as expectativas dos clientes, além de extrapolar o limite financeiro e diversos prazos para dar um fim aos problemas estruturais causados pela má execução civil durante o projeto.

 

img_1947  Figura 5  – Atual estado da Vila / Fonte : Globo Esporte

 

Sendo assim, pode-se concluir que as expectativas dos stakeholders devem ser gerenciadas e trabalhadas com muito cuidado, pois é em torno dessas mesmas expectativas que o projeto será desenvolvido, ou seja, para que nenhuma das partes envolvidas no projeto seja desapontada, se torna imprescindível atender ao que foi prometido desde o início, sempre buscando gerar percepção de valor ao cliente.

 

Referências Bibliográficas:

BARCAUI, A. Gerente Também é Gente – um romance sobre gerência de projetos. Rio de Janeiro: [s.n.], 2006.

AGENCO. Manual do Proprietário (DVD).

ACVPAN. Associação da Vila Panamericana. Disponivel em: <http://acvpan.com.br/ >. Acesso em: 23 ago 2017.

GLOBO ESPORTE. Globo Esporte – GE, 2016. Disponível em: <http://www.globoesporte.globo.com&gt>. Acesso em: 25 ago 2017.

ARTIA. Gestão de Projetos: O que é e para que serve? Disponível em: <http://artia.com/blog/gestao-de-projetos-o-que-e-para-que-serve/>. Acesso em: 23 ago 2017.

THE RIO TIMES. Rio’s Once Sought-After Vila Pan-Americana Continues to Deteriorate. Disponível em: <http://riotimesonline.com/brazil-news/rio-real-estate/conditions-at-rios-once-sought-after-vila-pan-americana-continue-to-deteriorate/>. Acesso em: 24 ago 2017.

MIDIAMAX. Vila do Pan: “Nos venderam um sonho e entregaram o pesadelo”. Disponível em: <http://www.midiamax.com.br/esportes/254577-vila-pan-venderam-sonho-entregaram-pesadelo.html>. Acesso em: 28 ago 2017.

O GLOBO. Terreno da Vila do Pan não para de ceder, mas licitação para conter danos é mais uma vez adiada. Disponível em: < https://oglobo.globo.com/rio/terreno-da-vila-do-pan-nao-para-de-ceder-mas-licitacao-para-conter-danos-mais-uma-vez-adiada-14775512:>. Acesso em: 28 ago 2017.

TERRA. RJ: Moradores da Vila do Pan 2007 sofrem com afundamento. Disponível em: < https://www.terra.com.br/esportes/jogos-olimpicos/2016/rj-moradores-da-vila-do-pan-2007-sofrem-com-afundamento,e0bcab7f55175410VgnVCM3000009af154d0RCRD.html>. Acesso em: 28 ago 2017

UVAGP. Disponível em: <https://uvagp.wordpress.com/&gt;. Acesso em: 22 ago 2017.

Foto em destaque:

Disponível em: <http://amavip.com.br/wp-content/uploads/2017/06/Vila-Pan-americana_manual-1.jpg>. Acesso em 19 ago 2017.