O brainstorming é uma excelente técnica para tomada de decisão. Mas o que é isso? De onde vem?

O brainstorming foi criada em 1942 e é uma palavra de origem inglesa que significa “tempestade de ideias ou tempestade cerebral”. É uma técnica muito utilizada em grupos e suas dinâmicas. Possui como finalidade, o compartilhamento de ideias, troca de informações, troca de experiências, troca de pensamentos e criação de soluções de uma forma coletiva. Então, mediante a isso, entende-se que o brainstorming é uma série de chuva de ideias, propostas e visões para solucionar um problema ou criar estratégias, e de forma coletiva se torna muito mais eficaz.

Neste artigo será abordado o quanto este assunto pode ser essencial para um gerenciamento de projetos nas organizações. A inovação e a criatividade são características imprescindíveis para as empresas e ainda mais para as empresas de tecnologia.

WhatsApp Image 2017-08-20 at 17.13.08

Figura 1 – Regras de Brainstorming / Fonte: https://br.pinterest.com/pin/373024781622003491/

O brainstorming é uma das ferramentas mais utilizadas para explorar a criatividade dos colaboradores. Ao visar estimular melhorias, buscar soluções inovadoras e provocar transformações mediante a um debate saudável. A gestão da qualidade empresarial é um dos fatores importantes dentro das organizações, e com a atual competição no mundo corporativo, a pluralidade de ideias e visões dos colaboradores é o que promove melhores alternativas e sugestões em reuniões. “Brainstorming é uma das ferramentas de qualidade mais utilizadas no mundo, por ser simples e de fácil execução, tornando-se rotina nas principais empresas do mundo.” (ROLDAN et al., 2009 ).

brainstorming é muito utilizado em gerenciamento de projetos na fase estratégica para identificar os riscos do projeto. Nele também estão agregadas múltiplas funcionalidades, como:

  • Gestão de Projetos: Para a identificação dos objetivos e metas do cliente, e dentro do projeto revisar qual e o cronograma, os recursos alocados e o capital utilizado.
  • Gestão de processos: Buscar melhorias dos processos internos e externos da empresa.
  • Publicidade: Elaborar novas campanhas publicitarias.
  • Desenvolvimento de Novos Produtos: Inovações ideológicas para a criação de novos produtos e o aprimoramento de produtos existentes no mercado.
  • Elaboração de Novas Equipes: Desenvolvimento de ideias estimulando a discussão e raciocínio de cada integrante da equipe.

Uma sessão de brainstorming leva em consideração grupos pequenos. Sendo no máximo dez participantes e um facilitador. Esse facilitador pode recomendar alguns estudos de mercado, filmes e cases que podem ser vistos antes ou durante a sessão para ativar o fluxo de ideias. Sendo assim, alguns procedimentos são primordiais para se realizar um brainstorming eficiente. Tais como:

  • Identificação do problema
  • Organização da equipe
  • Ambiente descontraído
  • Não fazer críticas e julgamentos
  • Utilizar diferentes técnicas de interação

Seguindo este viés, para a identificação do problema, inicialmente os colaboradores devem saber o motivo da reunião de brainstorming. Esclarecer que objetivo é atingir o máximo de ideias possível. Dessa forma, centraliza o foco da reunião.

Para a organização da equipe é fundamental que tenha um “facilitador” para coordenar os trabalhos e dinâmica durante a reunião. Sem isso, o brainstorming pode se tornar confuso pelo excesso de ideias diferentes.

O ambiente descontraído é fundamental para a realização do brainstorming. A seriedade é de suma importância, mas neste momento a descontração é concedida. Vale ressaltar, que o gerenciamento dessa descontração é feita pelo facilitador e deve ser feito com maestria para não perder o foco da reunião. Além disso, o ambiente também deve ser agradável, com uma boa iluminação e ventilação adequadas.

O brainstorming não é um momento para fazer críticas e nem julgamentos. O objetivo é “recolher” todas as informações e ideias. As críticas e julgamentos só reforçam o ambiente de tensão e inibem a manifestação de novas ideias e sugestões que poderiam ser aproveitadas ou inspirar outras soluções.

Para que as ideias apareçam, o facilitador pode testar diferentes métodos de interação na reunião. Fazer um revezamento para que cada membro da equipe pense em soluções para diferentes etapas do processo. O mais importante é atingir o objetivo da reunião. Conseguir associar as ideias interessantes para que elas possam agregar ao negócio ou ao projeto.

Existem algumas técnicas de brainstorming para facilitar os mediadores, os projetos e as organizações. Mas como encontrar a melhor técnica para a empresa? Algumas opções serão listadas, basta testa-las e verificar qual delas sua equipe melhor se encaixou. São elas:

 

Canvas

Fundado no Business Model Canvas, essa tática mostra toda uma nova perspectiva de como fazer brainstorming. Separa as ideias sobre um diagrama em que são elencados os problemas, os resultados esperados e os objetivos. O modo de visualização proporciona tudo mais simples, sendo mais fácil elaborar as conexões e estabelecer sentido entre as ideias.

Online

Utilizar ferramentas colaborativas online, como redes sociais e google drive. Para simplificar a colaboração conjunta, lançando-se ideias na nuvem, sem a necessidade de mobilizar todos os funcionários para um local específico. Já que algumas vezes o tempo é algo escasso nas empresas.

Afinidades

O diagrama de afinidades é realizado com todos os colaboradores adicionando suas ideias em post-its, que posteriormente são organizadas por um facilitador, de acordo com afinidades. Cada grupo é, então, discutido pelos participantes a fim de que, ao fim da sessão, a melhor ideia seja selecionada.

Gamification

Os jogos sempre são excelentes recursos para interação das pessoas. Com isso, sua dinâmica pode ser emprestada ao brainstorming a fim de ocasionar a participação de todos. Está técnica funciona como uma competição entre os colaboradores, e o facilitador lança desafios a serem superados, fazendo com que todos expressem a criatividade para trabalhar.

 

O gerenciamento de projetos é a aplicação de habilidades, conhecimentos e técnicas para a execução de projetos de forma efetiva e eficaz. Trata-se de uma competência estratégica para organizações, e tal estratégia aliada ao poder do brainstorming permite com que elas unam os resultados, inovação, criatividade e ideias para os projetos e seu gerenciamento, e assim aos objetivos do negócio são alcançados mais rápidos em prol da evolução da organização.

 

Referências Bibliográficas

Andrade, Marcio Roberto. O que é brainstorming e como pode ser utilizado na sua empresa. Disponível em: < https://blog.contaazul.com/o-que-e-brainstorming-e-como-pode-ser-usado-na-sua-empresa/&gt;, acessado em 20/08/17.

Blog CMMI; Exame; Portogente; Ebah. Brainstorming: uma ferramenta necessária. Disponível em: <http://blog.futurecom.com.br/brainstorming-uma-ferramenta-necessaria/&gt;, acessado em 20/08/17.

Um guia do conhecimento em gerenciamento de projetos. Guia PMBOK® 5ª ed. –EUA:Project Management Institute, 2013. Acessado em 20/08/17.

Villar, Carolina. Brainstorming para tomada de decisão. Disponível em:<https://uvagpclass.wordpress.com/2017/06/04/brainstorming-para-tomada-de-decisao/&gt;, acessado em 25/08/2017.

 

Anúncios