Já parou para pensar qual a receita para o sucesso de um projeto? Mas será que ela existe?

Quando paramos para pensar no sucesso de um projeto, nos projetamos para os resultados e expectativas, ou seja, para a conclusão do projeto. Por isso, podemos dizer que se o projeto atingiu seu objetivo final dentro dos prazos e orçamentos estabelecidos, ele é um projeto de sucesso. Ou ainda, que se os investimentos retornarem para a empresa ou para o contratante, ele é considerado um projeto bem sucedido.

Correto?

Figura 01 – Success / Fonte: https://www.workzone.com/blog/six-essential-steps-project-success-part-1/

Não necessariamente.

O que dizer da Ponte Rio-Niterói? Quando foi construída, era considerada a terceira mais longa do mundo, com 13,2 km de extensão. Além disso, ela “encurta” significativamente a distância entre as cidades do Rio de Janeiro e Niterói, visto que antes da criação da ponte, a travessia era feita através de barcos ou passando pela cidade de Magé, uma viagem de cerca de 100 km. Além disso, hoje, a via recebe entorno de 150 mil veículos por dia.

Observando esse exemplo, podemos concluir que a Ponte Presidente Costa e Silva, como também é chamada, é sem dúvidas um projeto de sucesso.

Figura 02 – Ponte Rio-Niterói / Fonte: http://mancheteonline.com.br/homem-causa-fechamento-da-ponte-rio-niteroi-transito-fica-tumultuado/

Porém, o projeto da Ponte obteve alguns problemas, dentre eles a morte de operários e engenheiros e o não cumprimento de prazos. A construção iniciou-se em 1969 e tinha um prazo de conclusão de dois anos. Entretanto, a ponte só foi inaugurada três anos após o prazo inicial, ultrapassando assim, o prazo previso e tendo sua inauguração somente em 1974. Além disso, dados oficiais contabilizaram 33 mortes durante a construção da via, enquanto a imprensa fez um levantamento que chegou a 72 vítimas.

Por isso, temos claramente uma questão contraditória. Como um projeto de sucesso, que para muitos é uma via essencial, “encurtando” a distância de casa até o trabalho todos os dias, por exemplo, teve seu prazo extrapolado, além de muitas mortes durante o processo de construção e projeto? Sem dúvidas, para as famílias das vítimas, esse não foi um projeto de sucesso.

Logo, podemos concluir que um projeto de sucesso é aquele que beneficia e alcança pessoa(s) de alguma maneira positiva. Que seus resultados favorecem e trazem vantagens para uma pessoa, grupo ou população. Ou ainda, que tenha uma aceitação pelo(s) usuário(s) ou cliente(s).

É claro que é fundamental que o gestor tenha em mente que precisa cumprir prazos e custos, além de todo o escopo do projeto, entretanto, também é necessário que o gestor perceba que existem outras métricas além dessas para considerar que o projeto obteve sucesso. E ainda que o projeto de fato não tenha dado certo e tenha falhado, ainda sim, sob o ponto de vista do gestor, ele ainda pode ser considerado um projeto de sucesso, visto que a experiência foi válida como aprendizado. Logo, tudo depende do ponto de vista e de quem está avaliando, além do tipo de métrica que está sendo utilizada para a avaliação.

Referências Bibliográficas:

  • BARCAUI, André B. Gerente Também é Gente – um romance sobre gerência de projetos – Rio de Janeiro: Brasport, 2006.